quarta-feira, 3 de abril de 2013

BIO.PT





bio.pt

Fernando Fadigas [Oeiras - Portugal 1968] é artista sonoro e multimédia. Completou o Mestrado em Arte Multimédia na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e frequentou o Mestrado em “Comunicação e Arte” na FCSH da Universidade Nova. Fez cursos de som e música electroacústica nesta instituição e estudos avançados em artes visuais, fotografia e estética em escolas como a Maumaus, AR.CO e SNBA. Lecciona na Pós-Graduação em Arte Sonora da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, onde também dá assistência técnica em Arte Multimédia. É colaborador dos centros de investigação CIEBA (FBAUL) e CESEM (FCSH).

É membro do coletivo artístico POGO desde 1998, produzindo peças sonoras para Teatro, Performance e Instalações Multimédia, colaborando ainda na produção de conteúdos e curadoria de exposições.
Dirige com Miguel Sá a editora e promotora Variz desde 2001, neste âmbito programam diversos concertos e exposições, partilhando ainda projectos musicais de improvisação electrónica como PRODUCERS, LOWER TRIO com o músico Vitor Rua e WHIT com os músicos Nuno Moita e Pedro Lopes, explorando o gira-discos como instrumento de improvisação. 


Como autor e investigador, os seus trabalhos dividem-se entre o ensino e os concertos, instalações sonoras e audiovisuais, performance multimédia e dj sets. Tem preferência no desenvolvimento de trabalhos coletivos, projetos artísticos site-specific e a improvisação com som. Os focos de interesse e pesquisa passam pela relação do som com a imagem em movimento, a 
performance, a fotografia e o desenho. A psíco-acústica e os fenómenos associados à sinestesia são áreas de grande interesse. Nas suas peças encontram-se influências da música experimental e electroacústica. Deambula entre paisagens sonoras mínimais, field recordings e ambientes de ruído analógico e digital. Ao vivo, tendo em conta as propriedades acústicas de cada espaço, faz um equilíbrio entre nova e velha tecnologia, manipulando software e geradores de som como circuitos electrónicos, síntese analógica, fitas, discos de vinil modificados.

Colabora habitualmente com outros autores em Instalação, Performance, Teatro, Arte Plásticas e Cinema de Animação.